Como Criar Produtos Que São Vendidos (quase) Sozinho Na Internet

Como Criar Produtos Que São Vendidos (quase) Sozinho Na Internet

Para projetar e criar produtos e serviços que são vendidos, para que se comprem a ti, em vez de o vizinho só há um caminho: Uma proposta de valor bem construída. Há 20 anos, morávamos em um mercado centrado no produto, o importante era criar produtos percebidos como bons por nosso cliente, e tentar fazer com que valiesen para o maior número de clientes e que costasen o menos possível. Não havia excessiva concorrência (dependendo do mercado), já que lançar um negócio era muito caro e ele precisava de um forte investimento, e o mais importante, não era fácil comparar os produtos com outros.

E se é verdade que tu és o único e que funciona esse posicionamento, em um segundo se terão saído centenas de produtos “eu-também” copiando a sua proposta única de venda. Neste contexto, era preciso criar um conceito que nos permita focar a nossa estratégia no nosso cliente ideal, ao mesmo tempo que conseguíamos diferenciar-nos e comunicar o valor real de nossa solução, e assim nasceu a proposta de valor.

isto É, ter muito claro para quem trabalha, que o problema vai resolver e porque você deve comprar para você ao lado, na Internet e no mundo offline. E por que isso é tão importante? Você pode passar anos a publicar conteúdos na Internet com seu blog, que sem saber para quem escreve nunca conecte-se com ninguém. Você pode criar produtos e serviços super, mas se não tem a certeza de que o problema crucial para o seu cliente resolvem jamais irá vender nem um, nem outro. Além disso, a proposta de valor vai além, é juiz de todas as suas ações, antes de lançar qualquer produto, post, comentário, carta de vendas, etc., se você tem que perguntar:

  • 1973: 2.º no Torneio Metropolitano. Eliminado na 1.º rodada do Torneio Nacional
  • 5 A cristandade latina e os bárbaros 3.1.5.1 Outras cristianizaciones medievais
  • 2 Processo de planejamento financeiro pessoal
  • 1 Transporte aéreo
  • 2006: “Miéntele”
  • Aceitar a sua situação
  • O escudo nacional, também chamado de Escudo de Palma Real, criado em 1849

Isso que eu vou fazer é congruente com a minha proposta de valor? E se a resposta é não. Esqueça essa ação. Assim você deixará de dar bandazos e confundir seus clientes, ao mesmo tempo em que economiza tempo não fazendo ações prejudiciais para a sua marca e dedicándote exclusivamente a criar mais valor aos seus clientes. Ótimo, você sabe que você precisa de uma proposta de valor se não a tiver (ou assim espero), e Como eu acho uma proposta de valor?

77 Modelos de títulos comprovadas que multiplicarão os cliques. Tão infinitas idéias para criar seus próprios títulos. Com as palavras “mágicas” redactarás textos irresistíveis. Vale para tudo: blogs, lojas online, redes sociais, etc. O responsável por este site é Wenova Online S.L., cuja finalidade é o envio de informação e formação sobre blogging e marketing online, com a legitimação de seu consentimento dado no formulário. O destinatário de seus dados (ferramenta que usamos) é Mailrelay. Está localizada em Espanha, e poderá exercer seus direitos de acesso, rectificação, limitação ou supressão dos seus dados (ver política de privacidade).

Pois, esta pergunta não tem uma resposta fácil, existem várias metodologias para criar uma proposta de valor, o que a mim mais me agrada é a de Osterwalde e Pigneur. Porque estas metodologias não têm em conta que tu és sua personalidade, seus pontos fortes, experiências… tudo junto, em um amontoado, e que é muito difícil que possa alterar para servir a um mercado determinado. Assim, eu me encontrei eu, depois de quase 15 anos como diretora de marketing e consultoria estratégica, quando quis empreender sozinho.

E assim, crie ValueMaker que são uma série de exercícios que o levarão a descobrir sua proposta de valor. Este passo consiste em descobrir qual é a combinação de forças, conhecimentos e habilidades favoritas que lhe dá uma vantagem competitiva sobre os demais. Ou seja, neste passo você tem que descobrir quais são seus pontos fortes, seus conhecimentos e suas habilidades favoritas, e escolher aqueles conhecimentos e habilidades que lhe permitam usar durante o maior tempo possível seus pontos fortes. A sua proposta de valor deve estar fundamentada em 4 aspectos. Por exemplo, imagine que você tem uma loja online, mas você descobre que uma de suas vantagens competitivas é a sua capacidade de entender e orientar seus clientes o

Não faria sentido seguir o seu modelo de negócio para incluir também serviços de consultoria em sua área de experiência? Ou aumentar o valor, escrevendo posts? Com isso começaria diferenciar cada vez que dotas de mais valor aos seus produtos. Pois isso é o que você tem que encontrar! Para saber quem é o seu cliente ideal, primeiro temos que ver que oco no mercado para a sua combinação única de pontos fortes e conhecimentos. Este passo consiste em um estudo de mercado para descobrir que o nicho não está sendo trabalhado por ninguém e/ou usar as 6 vias da inovação no valor da estratégia do oceano azul para receber o suporte necessário.

Joana

Os comentários estão fechados.
error: