Arquitetura E Design Gourmet Em Madrid

Arquitetura E Design Gourmet Em Madrid

Madrid anda imersa em uma contínua reinvenção. A sua dona define este espaço como um “banco de talentos”. Dois andares acolhem objetos de decoração, moda e arte de designers emergentes, dsde Marre Moerel a Yukiko Kitahara. Entre os móveis dos anos 50, jóias de porcelana e uma cuidadosa seleção de novos vinhos espanhóis (Demência, Homem Bala…), organizam-se oficinas de colagem e cerâmica. Preço: a partir de 25 euros. Uma barra de mármore privilegiada, cerca de piso do mesmo material, paredes em tons quentes e uma iluminação cuidada.

Não precisou de másesta tasca no bairro de Chueca, em madrid, para se tornar uma referência no pouco tempo que leva aberta. Seu interior recria o das tavernas de toda a vida. Com a ajuda de pequenas mesas com banquetas, é impossível não se sentir convidado a desfrutar de tapas ou de um vermute, com uma carta em que abundam as tendências ecológicas e os pequenos produtores espanhóis.

Preço: entre 30 a 45 euros. Já não basta desfrutar de uma experiência gourmet. Um verdadeiro foodie busca-se também o projeto à altura de seu paladar. O novo lugar da moda de Madrid, obra das interioristas Alba Hurlé e Alicia Martín de Cousi Interior, reúne em um único local sete espaços. Preço: entre 15-30 euros. O primeiro street market, em Madrid reúne 18 postos monotemáticos neste moderno mercado em que os funcionários parecem vendedores ambulantes após os pequenos cubículos em que servem espinhos gourmet ou camarão ecológicas na corneta. Preço: a partir de 65 euros. Preço: em torno de 40 euros.

Assim seriam os bistro franceses se tivessem surgido em Madrid. Misturando estilos que nos levam de Paris do pós-guerra para a big Apple de nova iorque de meados do século XX, este local com espaço para mais de 40 pessoas tem cuidado a sua decoração até o último detalhe. O estudo Cousi Interior optou por favorecer a luminosidade do grande sala de jantar, criando atmosferas espaçosos e com um ponto brincalhão.

Os azuis e os verdes marinhos, escapam nas paredes, a louça, as tapeçarias e até nas flores frescas este encantador espaço. Peças de arte de Carlos Díaz de Bustamante e fotografias de Isabel Muñoz completam o espaço. Preço: em torno de 150 euros. Este recentemente reformado palacete do século XIX, esconde mais do que uma surpresa.

  • Escola Nicolau Longarón (Pública, atualmente inativa)
  • O mausoléu – edifício de planta centralizada,
  • 1 A Imaculada Conceição
  • 1 Setor agropecuário, silvicultura e pesca
  • Chuveiro sem porta nem lancil
  • Já tem um simples marcador de páginas que você pode reutilizar uma e mil vezes
  • 4 Encomendas oficiais e últimos anos

Uma vez transferida a sua porta de entrada (aqui foi a Livraria Padrinho, que mantém a sua fachada e cartaz) chega-se a uma área de gastro-bar e um bar de cocktails. Endereço: Goya, 5-7. Em Frente à Praça do Descobrimento. Preço: camas em quartos compartilhados, entre 18-25 euros; quartos duplos, entre 68-85 euros.

Este novo hotel boutique no centro de Madrid está pensado para quem procura bons preços, mas também apreciam os espaços projetados com cuidado. A decoração fresca e jovem se desfruta desde a hora do pequeno-almoço no The Cave, no porão. Preço: entre 25-30 euros. Preço: entre 35-45 euros. O diretor artístico mexicano Eugenio Caballero (Oscar pela direção de arte do filme O Labirinto do Fauno) assinatura no interior deste espaço que recria a estética de uma taquería mexicana com a europeia.

Joana

Os comentários estão fechados.
error: