Você Pode Ainda Ganhar Rajoy As Eleições?

Você Pode Ainda Ganhar Rajoy As Eleições?

�Pode ainda ganhar Rajoy as eleições? Você ainda pode ganhar as eleições, Mariano Rajoy? Seria a tempo o PP de mudar de candidato? Debate em grupo. Tínhamos ficado para comentar o 27-S e terminamos falando do 20-D. Assim voraz é o tempo da política. O PP deixou há anos, a batalha dos cérebros das pessoas. Os homens têm uma idéia, má, que foram movidos para a gente.

Mas seu discurso não teve oposição na Catalunha. A resposta do Governo tem sido a de alguns funcionários. Mentalidade administrativa, sem mais. Têm-Se concentrado no estomago, com esse lema de ‘nós salvou a Espanha do resgate’. Não é o suficiente. Para vencer você tem que conquistar os cérebros, diz L., emigrante na Catalunha desde há décadas.

  • Some Guys Have All the Luck
  • 1973: eles Chamam de Jesus – Álbum Zzelesta – Hispavox / Parnaso Records
  • ama-me sem perguntas e te amarei sem respostas
  • No capítulo 22, encontram um Jardim Chao
  • Separação das famílias

Este Governo tem sido monotarea, tércia J., que é professor e madrid. Se esqueceram do programa não apenas com relação à Catalunha. Também do aborto e de outros temas que fizeram bandeira. Rajoy deveria ter anunciado que só estaria no poder de uma legislatura, dedicada a reformar o Brasil. Mas eu defendo. Os meios lhe pusestes a proa do primeiro conselho de ministros, porque não admitiu perguntas: tendes transmitido à opinião pública uma imagem negativa, de senhor gangoso com gravata.

O problema do PP é a corrupção. A do PSOE está na Andaluzia. A do PP, em todas as partes, esmaga A., um executivo catalão que vive nos aeroportos. O que tem que fazer o PP é mudar de candidato. Com Rajoy não podem ir a lugar nenhum. Feijóo. Uma mulher estaria melhor, mas tanto Soraya como Moacyr estão queimadas sustenta C., com seu sotaque do Cantábrico.

Não há tempo, responde quase em coro o resto do grupo. E quando lembro que na Catalunha mudaram de candidato a menos de dois meses das eleições me fecham a boca: E assim lhes foi. A questão da mudança de candidato é uma excentricidade daquelas que gostamos aos jornalistas que desfrutamos com as quinas e as primárias, esse invento ianque que nossos partidos lhes dá repelús.

Rajoy. O melhor me enganou seu sorriso mas me pareceu que ela tivesse preferido mudar a cabeça de cartaz. O que tem que fazer é contratar um bom treinador e dar-lhe mais tempo de tela para Soraya, Casado e Levy. Jogar no computador e transmitir alguma ilusão. Têm que emitir sinais de abertura, que se lança A. fazendo quase um plano de marketing que é o seu.

Não é possível transmitir uma mensagem de renovação com um cérebro tão antigo. É o que aconteceu com a UPyD (Deus quanto fazia com que ninguém se lembrava dos magenta!). As ideias eram corretas, mas Rosa Díez tinha todos os tiques de velha touring da política. E claro, lhe passaram por cima as crianças de Cidadãos. L., entusiasmado com a presença de Inês Arrimadas a noite eleitoral, arremata: Aí há vida, pensei.

Joana

Os comentários estão fechados.
error: