Todos Os Representantes Espanhóis No Festival Eurovisão Da Canção, Do Melhor Para O Pior

Todos Os Representantes Espanhóis No Festival Eurovisão Da Canção, Do Melhor Para O Pior

Polêmica pré e pós-eurovisiva inclusive, o certo é que carlos gomes conseguiu para Portugal a glória do festival, e foi a primeira a fazê-lo graças a canção do Duo Dinâmico. Agora que se cumprem 50 anos de sua vitória, apesar de tudo, vida por vida dela, dos autores e do triunfo, e acusa a Canção de ter arruinado a vida. Muitos dos presentes nesta modesta lista já queria ocupar o primeiro cargo que ocupa, ou ter cantado uma canção tão vencedor como o “La, La, la”.

Embora é impossível saber o que teria acontecido com sua carreira de não ter pisado Canção, os espanhóis têm muito carinho a primeira mulher que colocou a Espanha no festival. E isso sim que não se pode renunciar (embora queira). Que difícil repetir a vitória no festival Eurovisão da canção! Depois de carlos gomes, um terreno baldio se costuma ouvir. Mas atenção, Salomé, Maria Rosa Marco Poquet, Barcelona 1939) ganhou o único Festival da Canção, realizado no Teatro Real de Madrid, amarrado a 18 pontos, com os representantes do Reino Unido, Países Baixos e França. Nunca voltou a acontecer algo semelhante no festival Eurovisão da canção.

  • Estas dentro de sua zona de amigos
  • A sua mercê
  • Extremidades anteriores: úmero, a ulna, rádio, carpos, metacarpos e falanges
  • Blog / Puxando a dar: O fim da era Mou
  • 6 A batalha com Majin Boo

Há música que não é possível separar de uma época, melodias que nos devolvem imagens e recordações de um tempo passado e que convivem conosco de forma mais ou menos regular. Juan Carlos Calderón, compositor e arranjador de Joan Manuel Serrat ou de Nino Bravo, deixou-nos com o seu “tu És” uma peça que goza do consenso raro e único das músicas que todo mundo sabe cantarolar.

” após os primeiros acordes tocados pela orquestra. Foram segundos, mas receberam a melhor vitória para o artista: a da lembrança. Quem diz que não se sabe, encontra-se. Os israelenses Gali Atari e Milk & Honey lhe roubaram o ouro no tempo de desconto, com a música “Hallelujah”.

É a grande esquecida, mas foi magia estreou profissional (Fuengirola, 1975) roçando a vitória no festival Eurovisão da canção. Bravo foi a tentativa mais sem vergonha de se adaptar a Abba e a espanhola. E o resultado não foi nada mau tendo em conta que ” vinha de ter recebido 0 pontos na edição anterior.

Julio Iglesias chegou ao festival da Eurovisão oito anos depois de ser goleiro do Real Madrid, precisamente quando compôs Gwendolyne. O bom de Sergio é outro dos cantores espanhóis que ficou às portas da glória no festival Eurovisão da canção com aquele mais que honroso quarto lugar. Tinha 26 anos e já lucia esse rito de romântico inveterado que lhe acompanhou durante toda a sua carreira.

E não é para menos, porque, apesar de não ganhar aquele concurso foi a catapulta para uma carreira de sucesso com quase vinte discos e milhões de cópias vendidas. E o que não tem gritado aos quatro ventos alguma vez aquilo de “Dançar colados não é dançar” que levante a mão. “Talvez Canção seja um conto, mas nós nos cremos”, declaravam-se Encarna e Toñi Salazar, em uma entrevista à ABC que também dizem: “Vamos ganhar, e se o fizermos, vencerá Açúcar Mascavo e Espanha”.

Mas as irmãs Dos Chunguitos —não é mau o DNA para ir ao certame, com essa segurança— tiveram que se contentar com o quinto lugar… e o falha técnica mais executada da história do festival. A pista pregrabada com as percussões, que deveria sincronizar-se com a orquestra ao vivo, começou tarde.

Joana

Os comentários estão fechados.
error: