Dona Sofia, o amor?

Dona Sofia, o amor?

O jornal sueco ‘Svensk-Dam’ lhe foi atribuído a Dona Sofia um absurdo romance sentimental, sem pés nem cabeça, que não vale a pena comentar. É a primeira vez que isso acontece, mas os namorados dela eu conheço mais de um, até mesmo loucamente apaixonado. A verdade é que ela foi reconhecida sempre que Don Juan Carlos foi o primeiro e único amor de sua vida. O que não é verdade, nem ele merece. Como qualquer menina, e além de bonita, teve um primeiro amor (o príncipe Harald da Noruega). E um primeiro desengano.

Experimentou o que é melhor do que mesas e acabo um primeiro e um segundo amor, quando se tem idade para isso, que não apaixonar-se nunca. Há que reconhecer que, com os homens, Dona Sofia não teve muita sorte, e eu não gostaria que a sua felicidade tenha dependido do homem com quem não pôde casar, se é que houve. Enganou-Se, não se tornando a sua vida.

  • Episódio 12: Sonia Almarcha, Marián Álvarez, Manolo Único
  • 30 “The Mountain”, 3 de agosto de 2003, A montanha
  • 1 Biografia 1.1 Origem 1.1.1 Conquistas
  • 1960 – Around the World with the Chipmunks (Liberty LRP-3170 mono/LST-7170 stéreo)

Até um porta-voz autorizado do PP manifestou-se seria muito pedir a Dom Felipe, como Chefe da Família que é, não só a Família Real, mas também da família do Rei, exigir a sua irmã Até poderia retirar-lhe o da Infanta. A verdade é que é uma dignidade que lhe vem dada por nascimento.

Mas, o poder de retirá-la, fica com o Rei. Antecedentes existem. Alfonso XIII, o retirou, em 15 de julho de 1909, o seu primo, o Infante Alfonso de Orleans e Bourbon, por ter contraído matrimônio sem o seu consentimento. Estou seguro de que Felipe não foi pressionado nem está pressionando o Ministério público para que a Infanta não se sente no banco dos réus.

a Verdade é que Felipe carece do carisma e campechanía de seu pai. E deve saber que essas virtudes não são adquiridos com gestos tão demagógicos e humilhantes como o protagonizado em Barcelona. Gostaríamos que a abdicação expresso, forçada pela família, não seja uma ruptura total com o passado tão recente com Don Juan Carlos. Eu imagino que não estará de acordo com o jornal ABC, quando publicou esta semana que “Filipe VI, em apenas meio ano, foi restituído o prestígio e a autoridade moral da Coroa”.

Todo mundo sabe, e ele melhor do que ninguém que quem salvou a Instituição, não uma, mas várias vezes, sem contar o 23F, ao longo de seu reinado, foi hoje o Rei emérito. Graças a ele, não apenas Felipe e Letizia puderam casar, mas hoje ele é o Chefe do Estado português de uma monarquia estável embora, isso sim, sem grandes adesões ou entusiasmos. Já anunciou o príncipe Alberto, de 56 anos, antes que sua esposa, a princesa Charlene, de 36, dar à luz os gêmeos que esperava: a criança será o herdeiro.

Joana

Os comentários estão fechados.
error: