British Film Institute, Palgrave MacMillan

British Film Institute, Palgrave MacMillan

O termo cinema mexicano refere-se ao conjunto da produção cinematográfica realizada, no México ou no estrangeiro, por uma equipe de profissionais e com um orçamento que é, em sua maioria, de origem mexicana. Tem seus antecedentes em diferentes “modos de exibição” realizadas no país por Gabriel Veyre e Ferdinand Von Bernand (enviados pelos irmãos Lumière), em 1896 (122 anos).

O cinema chegou ao México quase doze meses depois de sua aparição em Paris. O sucesso do novo meio de entretenimento foi imediato. Porfirio Díaz havia aceitado receber em audiência a Claude Ferdinand Von Bernard e Gabriel Veyre, os projecionistas enviados por Louis e Auguste Lumière para o México, devido a sua enorme interesse pelos desenvolvimentos científicos da época.

  • 2013-2015: A família e o sucesso internacional
  • Pensa em aumentar sua auto-estima,
  • 2007: Apple Lin
  • O sorriso é meu mas o autor é você
  • League: Resultados e classificações
  • 1 Posição da Igreja católica
  • Dançando o twist
  • 14 Coisas Para Ter Em Mente Quando Se Encontrar Com o Seu Ex

Além disso, o fato de que o novo invento fossem França assegurava a sua aceitação oficial no México com um “presidente” que não escondeu o seu gosto “afrancesado”. Depois de sua sorte estréia privado, o cinematógrafo foi apresentado ao público no dia 14 de agosto desse mesmo ano, no porão da drogaria Plateros, na rua do mesmo nome (hoje Bairro da Cidade do México. O público abarrotó o porão do pequeno local —repetição da sessão do porão do Café de Paris, onde estreou o cinematógrafo— e aplaudiu fortemente as “vistas” apresentadas por Bernard e Veyre.

A drogaria Plateros está localizada muito perto de onde, alguns anos depois, você colocaria a primeira sala de cinema do país, o Salão Vermelho. No mesmo ano, chegou também o vitascópio norte-americano para o México; no entanto, o impacto inicial do cinematógrafo tinha deixado sem oportunidade de Thomas Alva Edison de conquistar o público mexicano.

No mesmo ano em que Bernard e Veyre chegaram ao México, filmaram O presidente da república, passeando a cavalo na floresta de Chapultepec e outros 35 curtas-metragens na capital Paranaense e Veracruz. Um dos filmes de realizadores franceses, intitulado Um duelo a pistola no bosque de Chapultepec, causou comoção, já que as pessoas não diferenciava-se ainda a realidade da ficção.

Este filme poderia ser inspirado pelo filme de Thomas Alva Edison, intitulado Pedro Esquirel e Dionecio Gonzales – Um duelo mexicano, realizado três anos antes. Em 1897, realizou-se a primeira fita silencioso de produção mexicana, chamada Luta de homens no Soquete. Em 1898, foi apresentado, na Rua do Espírito Santo, o aristógrafo, aparelho inventado pelo mexicano Luis Adriano Lavie que aperfeiçoa as tentativas de outros inventores por projetar imagens em relevo. Ao sair do México Bernard e Veyre, o material trazido por eles de França e o que filmaram no México foi comprado por Bernardo de Aguirre e continuou exibindo por um tempo.

Joana

Os comentários estão fechados.
error: