Top 10 De Receitas A Receita Da Felicidade >>O Comidista >>Blogs DO PAÍS

Top 10 De Receitas A Receita Da Felicidade >>O Comidista >>Blogs DO PAÍS

O que diferencia o meu blog, do resto sou eu”, explica SandeeA. “Os blogs são diferentes (ou deveriam ser) porque as pessoas que nós estamos atrás o somos, e para ser autênticos devem mostrar a nossa essência. Por isso, quando alguém fala de camarão em gabardine, todos nós pensamos em você. Não são para todos os dias, mas para momentos especiais.

Antes de começar olhando os blogs de cozinha com estranheza.

Apesar de algumas pessoas me acusa de abusar de açúcares e farinhas, procuro que tudo o que o público seja saudável. Seria muito fácil publicar sobremesas superatractivos cheios de creme de manteiga, aromas artificiais e corantes, mas tento buscar alternativas atrativas, sem recorrer a ingredientes estranhos. Antes de começar olhando os blogs de cozinha com estranheza. Até me lembro de ter comentado com a minha mãe, por que a gente perderia seu tempo com isso. Eu disse algo como que os blogueiros gastronômicos deviam ser pessoas chatas e com pouca vida social.

  • 27 agosto 2013 @joão me inscrevo essa receita que pediu por se cai algum dia
  • Julio Cesar comentou
  • Aproveita as sobras do peru e prepara essas tortas
  • Ana May 12, 2018 at 17:58
  • 1 pimentão vermelho pequeno cortado em pedacinhos (pimenta dos gordos para assar)
  • Dely-cioso comentou
  • 12 mexilhões

Comecei a publicar no final de 2008. Meu filho mais velho tinha poucos meses, durante toda a gravidez e a licença de maternidade tinha estado a visitar blogs de cozinha e cozinhar muito… e uma coisa levou à outra. Quando voltar a trabalhar fora de casa, não sei o que vai acontecer com A Receita da Felicidade. Em livros, sites, fotos… e tudo o que vivo.

Muitas das receitas são inspiradas por meus filhos, já que passo o dia todo com eles. Me virá a inspiração quando montamos em bicicleta nos fins-de-semana, talvez porque é o único tempo que estão calados. Salvo quando Jorge lhe dá por sair da cintura da calça, enquanto que vamos na bicicleta e grita: ‘vá, vá”. Mas isso é outra história.

E ouve-se, além disso, está muito bom.

A inspiração é algo que vem e vai. Esta é a receita que mais visitas recebeu no blog com a diferença, basicamente, porque teve muito sucesso em Guiriland. É legal porque é muito surpreendente: eles pode demorar um pouco o cabelo aos seus convidados presentándoles um ovo de sobremesa, e que, no cascarlo apareça o brownie. E ouve-se, além disso, está muito bom. Os levei para um jantar de bloggers (com Jesus O Molho, Mar e Javier de Gastronomia e Cia, e Jesus, O Cozinha) com compartimento da foto e tudo. Eles não sabem, mas eu estava aco… assustada porque era como uma prova de fogo: o

Eu gosto dessa receita porque é a demonstração de como, com nada de esforço e um pouco de imaginação, você pode converter um simples pão em algo taaaaaaan macaco. Duas esferas a forma de orelhas, uma quantidade ínfima de tinta comestível para olhos e nariz, e você tem um panosito tão adorável que você tem que dar a volta para não vêr a cara quando você bater a mordida. Como ponto cabe destacar que todos os que tiverem comido começam a arrancar as orelhas… ¡

Os blogueiros de refeições queremos buquês de rosas, mas com presunto ibérico do bom. Isso sim que é um detalhe inesquecível. Os legumes não são o meu, assim que eu tenho que inventar algo para desviar a atenção sobre este fato. A panela de pão dada tema de conversa para que não se note tanto que meus grão-de-bico são como chumbo grosso. Além disso, eu amo a filosofia do cozido maragato (brasil): começar pelo mais rico (as carnes e o recheio), se há que dar o fora e não dá tempo para alcançar o resto. Costumamos ir tomar este cozido à Santiago Milhas com um grupo de amigos, supostamente, motociclistas, embora 90% vamos no carro.

Joana

Os comentários estão fechados.
error: